Pausa para Relaxar: por que tem sido tão difícil se permitir?

Pausa para relaxar

Fazer uma pausa para relaxar parece coisa simples, certo?

Afinal, ela significa simplesmente parar e descansar de nossas ações, não é mesmo?

No entanto, a simplicidade da pausa é apenas aparente.

Infelizmente, relatos de culpa nas horas de descanso e lazer têm sido cada vez mais comuns.

Então, a culpa vem quando se deixa de fazer algo considerado produtivo.

Mas descanso e culpa definitivamente não combinam!

Um descanso realmente reparador está ligado a relaxamento. E não apenas físico, mas também mental.

Pausa é preciso

Para fugir da culpa, muitas pessoas têm se mantido ocupadas mesmo no tempo de lazer.

Estão, por exemplo, sempre conectas.

As redes sociais cumprem uma função de distração, inclusive dos sentimentos.

Assim, muitas pessoas estão sempre ligadas, em estado de alerta. Constantemente à espera da próxima notificação das redes sociais, como o Instagram.

Mas a verdade é que este estado de alerta dificulta muito o descanso mental e pode contribuir para maiores níveis de ansiedade.

Por que a gente não consegue relaxar?

Esta, infelizmente, tem sido uma questão frequente e pode ser sua também.

De fato, por que tem sido tão difícil se permitir relaxar?

Primeiramente, é fundamental pensarmos de forma ampla e contextualizada.

E isso significa considerar não apenas a dimensão individual, mas também social e cultural.

A exemplo, nossa sociedade se torna cada vez mais ágil e também nos cobra agilidade.

Anteriormente, achávamos que, com o uso das máquinas e tecnologias., teríamos mais tempo livre.

No entanto, agora nos vemos cada vez mais reféns da velocidade.

Ela está impressa em nossa cultura e, de alguma forma, também nos habita.

INossa sociedade e cultura também cobram velocidade das pessoas.

Vemos isso em várias expressões. A exemplo: economizar tempo, conseguir mais em menos tempo.

Essa cultura da agilidade é capaz de nos questionar com aquele sentimento de culpa: “Por que é que você parou?”.

Nos vemos capturados pela ideia de “qual é a próxima coisa a fazer?”, “qual a próxima meta a cumprir?”.

E, neste embalo, sem a capacidade de questionamento sobre esta captura, o velho e bom descanso parece nos escapar…

Descanso e culpa

Por isso, é necessário falar de descanso. Ele que é tão necessário neste nosso mundo tão agitado e cheio da narrativas sobre produtividade.

Além disso, nossa cultura se tornou também uma cultura do consumo.

E é como se ela nos dissesse frequentemente: “o que vamos consumir agora?”

Então, parar para descansar, de fato, tem se tornado um desafio.

Para ser possível fazer uma pausa para relaxar, é preciso dar a si mesmo esta permissão.

Então, para retomarmos a capacidade de relaxar, é também necessário aprender a olhar nossa sociedade e cultura com certo distanciamento e posicionamento crítico.

Para, então, retomarmos a qualidade de vida, saúde e bem-estar como aspectos centrais.

E, sim, muito bem-vindos! Sem culpa!

Lembre-se de que pausar e desacelerar também é um bom jeito de cuidar da saúde mental.


Lara perfilOlá! Meu nome é Lara Dias, psicóloga (CRP 12/12269) desde 2002. Meu compromisso é oferecer atendimentos de psicoterapia presencial e online, de forma humanizada, acolhedora e ética. Gostaria de agendar uma primeira consulta?



error: Content is protected !!
× Olá!