Janeiro Branco: por que é preciso ir além?

Janeiro branco

Janeiro Branco é uma campanha nacional, iniciada em 2014, de conscientização sobre as questões relacionadas à saúde mental e emocional da população.

O mês de janeiro foi escolhido porque, devido ao seu simbolismo – como primeiro mês do ano – e a fatores culturais, as pessoas estão mais propensas a repensarem suas vidas de forma ampla – suas relações sociais, condições de existência e sentidos existenciais.

Sobre saúde mental, toda conscientização é bem-vinda.

No entanto, a questão que se coloca é que, quando se trata de saúde mental, uma campanha pontual não é suficiente.

Ela foi criada ao estilo das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, que chamam a atenção e mobilizam para os exames de prevenção, comumente realizados uma vez ao ano. 

Para as questões de saúde mental, a lógica é outra, muito distinta dos exames anuais preventivos. 

A atenção em saúde mental precisa adentrar nosso cotidiano e não apenas ser periférica e pontual, apenas um cartaz de campanha. 

E, se precisamos falar em saúde mental em campanhas deste tipo talvez seja porque, na prática, saúde física e mental ainda estão cindidas, separadas.

Ainda nos falta avançar para uma saúde que seja sempre e, de fato, saúde integral. Saúde que, para ser saúde, precisa ser física, mental e emocional.

Além do Janeiro Branco: Saúde Mental o ano inteiro

Saúde Mental é o ano inteiro – este é um mote e uma conscientização que tem sido feita pelo Conselho Federal de Psicologia, para evitar que a atenção tema fique restrito ao mês de janeiro.

Isto não é suficiente. É preciso ampliar esta atenção para o ano todo para, de fato, pensarmos em saúde integral.

Lacinho branco em campanha anual não é suficiente para melhorar a saúde mental da população. É preciso mais, muito mais.

É preciso ação contínua e integrada, em diversos níveis de atuação e políticas públicas integradas.

Saúde mental vai muito além da psicoterapia (embora elas sejam muito bem-vindas!). Incluiu um compromisso amplo com a qualidade de vida da população e com políticas públicas em diversos âmbitos, como ações integradas.

error: Content is protected !!